Pesadelos nucleares, Mothman e as profecias sinistras

ataque nuclear, mothman, chicago phantom, homem mariposa, pesadelos
Nesse ano de 2017, uma quantidade cada vez mais crescente de pessoas têm relatado pesadelos vívidos, quase como presságios sobre explosões de bombas nucleares. Esses casos poderiam tratar-se apenas de histeria coletiva impulsionada pelas tensões crescentes entre os EUA e a Coréia do Norte. Poderiam, se não fosse o estranho fato dessas ocorrências estarem ligadas aos avistamentos de uma sinistra criatura humanoide alada, potencialmente a mesma avistada antes dos eventos catastróficos de Point Pleasant em 1967 e Chernobyl em 1986.

Outro fato intrigante é a similaridade entre alguns desses pesadelos. No dia 6 de agosto, um homem chamado Kenny, contatou Nick Redfern, um escritor, jornalista, ufólogo e criptozoologista através de carta para relatar sobre o que lhe ocorreu, e não foi apenas Kenny, mais cartas começaram a surgir...

Voltando à Kenny, ele relatou ter tido um horrível pesadelo vívido sobre uma explosão nuclear. Kenny vive em San Bernardino, Califórnia - EUA, e acordou de repente no meio da noite em um estado de absoluto terror. Como Kenny explicou, em seu sonho ele estava sentado na sala de uma casa em uma pequena cidade fora de Lubbock, no Texas. Kenny não tinha ideia do nome da cidade, só sabia que era perto de Lubbock — um lugar que ele nunca visitou. No sonho, Kenny ouviu um súbito e profundo estrondo que parecia estar vindo de algum lugar distante. Ele foi até a porta de tela, intrigado, e espiou o lado de fora. Para o seu horror, Kenny podia ver à distância, a única coisa que ninguém gostaria de presenciar pessoalmente: uma enorme nuvem nuclear em forma de cogumelo que se aproximava ameaçadoramente no horizonte.
Kenny prosseguiu relatando que, em seu sonho, ele estava paralisado no local, suas pernas tremendo e seu coração batendo forte. Ele só podia ficar de pé encarando como a enorme nuvem radioativa se estendia a uma altura de quilômetros. Todo o céu ficou negro e, de repente, uma enorme onda de chamas e fumaça — com centenas de metros de altura — correu por toda a paisagem, destruindo completamente tudo em seu caminho. Em segundos, houve outra explosão, novamente à distância, mas na direção oposta. Uma guerra nuclear havia começado. Foi quando Kenny acordou — agradecido por ter sido apenas um sonho, mas perturbado pelo fato de que, como ele mesmo afirmou, o sonho ter parecido algo muito mais profundo do que apenas um sonho comum. Kenny sentiu que havia visto algo que ainda estaria por vir: um vislumbre de um futuro próximo.

Curiosamente, o que aconteceu com Kenny não foi um caso isolado.
Andrew W. Griffin afirmou que, em relação ao sonho de Kenny com uma bomba nuclear explodindo perto de Lubbock, no Texas, foi "...não muito diferente do meu sonho que eu escrevi sobre em 26 de janeiro de 2017, o qual envolveu detonações nucleares perto de Joplin, Missouri."
"Nós estávamos em um carro nas imediações de Joplin, Missouri — algo que eu notei em meu sonho é que ocorreram 2 explosões, uma a 37 graus norte e a outra a 94 graus oeste, que se seguiram por nuvens em forma de cogumelo ameaçadoras... Essas explosões nucleares enviaram detritos radioativos pela cidade, infectando tudo em seu caminho, e eu parecia ser o único assustado com o que estava acontecendo ao nosso redor. Toda essa experiência teve a sensação de uma visita guiada através de um parque ou local histórico..."

Em 21 de agosto, Jacqueline Bradley também relatou: "Há alguns dias eu tive um sonho em que vários eventos nucleares ocorreram. Lembro-me do termo "termonuclear". Vários desses eventos surgiram (parecia estar por toda parte, em pequenas versões do que normalmente seríamos conscientes.) Ninguém parecia estar muito perturbado por isso e as pessoas estavam apenas andando, ocasionalmente olhando ao redor e observando tudo."
Jacqueline continuou: "Eu estava ciente de que se você fosse apanhado em uma dessas explosões e morresse, sua alma ou espírito também desapareceria. Tudo isso estava acontecendo em plena luz do dia, em um dia ensolarado. O sonho terminou quando eu estava em algum tipo de beco com uma lixeira antiga perto. De repente, encontrei-me "afundando" ou evaporando e acordei. Eu não estava assustada com o sonho, apenas intrigada. Eu também correlacionei isso com as tensões com a Coréia do Norte. Eu também assisti a Twin Peaks e fiz essa ligação, mas não tenho certeza do porquê."

Kimberly J também compartilhou uma história perturbadora. Ela mora em Chicago, Illinois e teve um sonho semelhante ao de Kenny, mas no dia 9 de agosto. O cenário era quase idêntico: uma gigantesca explosão destruiu sua cidade natal, matando milhões e vaporizando tudo por quilômetros. Uma enorme nuvem em forma de cogumelo se ergueu onde, apenas alguns segundos antes, havia uma cidade movimentada de cerca de três milhões de habitantes. Neste caso, no entanto, havia algo mais: em meio à carnificina e ao caos, um grande "homem-pássaro", como Kimberly descreveu, pairava sobre a nuvem maciça, "observando o nosso fim."


ataque nuclear, mothman, chicago phantom, homem mariposa, pesadelos
End of the World, arte por alexiuss
Então, havia isso de Stephen Polak, que respondeu à um artigo sobre essas ondas de pesadelos com ataques nucleares da seguinte maneira: "Como residente de Chicago eu mesmo tive recentemente um sonho em que era consumido por uma enorme parede de fogo, acho isso tudo tão inquietante..."

Andy Tomlinson, da cidade de Manchester, na Inglaterra, no início de junho deste ano teve um sonho de estar em uma Londres deserta. A cidade não estava destruída ou em chamas. Foi, disse Andy, "como se todos tivessem sido evacuados", que é uma frase interessante para se usar.
E ele prosseguiu: Bem, eu digo que a cidade estava deserta. Estava, exceto por duas coisas: uma era a visão de "um enorme pássaro negro sobre o Parlamento." Então, quando Andy andava pelas ruas, tentando descobrir o que havia acontecido, ele sentiu essa pessoa observando-o. Ele se virou para ver um homem de casaco preto logo atrás dele. O homem era pálido, magro e — como Andy escreveu — "tinha um sorriso engraçado." A descrição de Andy é muito similar com a de um personagem sinistro que surgiu próximo aos eventos de Mothman em Point Pleasant— Indrid Cold (clique aqui para saber mais). Andy então acordou com o coração palpitando, aliviado de que tudo não passara de um sonho. Ou, seria algo mais do que apenas um sonho?

No dia 7 de junho deste ano de 2017, MJ Banias escreveu um artigo no site Mysterious Universe, intitulado "O Recente bater de asas do Mothman em Chicago 'Um Aviso' diz expert". Em seu artigo, Banias descreveu uma onda recente (e ainda em curso) de avistamentos do Mothman dentro e ao redor da cidade. O artigo cita o pesquisador Lon Strickler, que examinou esses casos em particular:
Existem muitas opiniões sobre o porquê desses avistamentos estarem ocorrendo, incluindo um sentimento geral de que eventos infelizes podem ocorrer futuramente na cidade. As testemunhas foram muito firmes com o que viram, e se recusam a embelezar suas descrições iniciais. Cada testemunha teve o mesmo sentimento de pavor e mau pressentimento, o que acredita-se traduzir em um aviso de algum tipo.
Esse fenômeno de avistamentos inclusive já ganhou até um nome, o Fantasma de Chicago (Chicago Phantom).

ataque nuclear, mothman, chicago phantom, homem mariposa, pesadelos
Suposta foto da criatura tirada em Point Pleasant, 2016 por Anônimo. Reprodução/Sott
Claro, tudo isso pode ser resultado das crescentes tensões entre a Coréia do Norte e os Estados Unidos. Na verdade, tenho certeza de que o fato possui grande culpa no cartório. Em 9 de agosto, o jornal independente do Reino Unido publicou um artigo sobre a questão da Coréia do Norte, que afirmou, em parte, que: "Embora não esteja claro se a Coréia do Norte pode atingir as cidades dos EUA como Denver e Chicago com um míssil balístico intercontinental nuclear, é similarmente desconhecido se os sistemas de defesa dos Estados Unidos poderiam derrubá-los — aumentando a ansiedade americana." A questão de Chicago ser um alvo possível foi mencionada em vários meios de comunicação. Tais histórias quase certamente teriam sido motivo de preocupação para Kimberly J, que vive no coração da cidade.

Chris O'Brien, autor de muitos livros, incluindo Stalking the Herd e Secrets of the Mysterious Valley, disse:
"De volta à 2005, Martin Gashweseoma, durante muitas décadas o detentor da tábua de profecia do clã do fogo, passou uma semana com Naia e eu em nossa casa em Sedona, Arizona. Nós o conhecemos 10 anos antes e nos tornamos amigos do ancião tradicional de 83 anos de idade. Durante uma conversa sobre o "Fim do Quarto Mundo" previsto, perguntei-lhe como a temida "Guerra da Calabamba de Cinzas" acabaria. (Em 1989, Martin anunciou que o início do conflito final começaria dentro do ano que aconteceria a 'Tempestade no Deserto'). Ele disse que a Coréia do Norte enviaria pássaros ardentes no céu para os EUA. Eu o pressionei para obter mais detalhes sugerindo que talvez ele quisesse dizer a China e ele disse: "Não, a Coréia estará por trás desse ataque, possivelmente com a ajuda (ou a pedido) da China." Na época, a Coréia não possuía um programa operacional de armas nucleares e nem mísseis intercontinentais. Como todos sabemos, isso mudou... Apenas pensei em mencionar isso!"

Como todos sabemos — a menos que você viva isolado(a) dos meios de comunicação —, o atrito entre a Coréia do Norte e os Estados Unidos é um barril de pólvoras. De um lado o controverso presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, do outro, o ditador sádico Kim Jong-Un. Duas figuras caricatas das quais pode-se esperar qualquer coisa, e devido ao prosseguimento dos eventos, um ataque nuclear não é algo improvável.
Voltando à um elemento bizarro presente nos pesadelos, temos um elo com acontecimentos estranhos que vêm ocorrendo em Chicago. Desde o meio do ano, essa cidade tem vivenciado avistamentos de uma criatura que muitos acreditam se tratar da mesma que apareceu em Point Pleasant, como que um prenúncio do colapso da ponte Silver Bridge em 1967. Essa criatura seria o Mothman.

Os Relatos de avistamento

Confira esse relato de um policial de Chicago, que preferiu manter-se anônimo.

Vou falar sobre algo que aconteceu comigo no dia 9 de junho de 2017 em Chicago, Illinois. Eu estou relatando isso por minha própria vontade e desejo ficar anônimo devido ao fato de eu trabalhar para o Departamento de Polícia de Chicago e não quero que ninguém mais saiba que eu enviei este relatório. Estou no Departamento de Polícia de Chicago há mais de oito anos e meio.

As únicas pessoas que sabem que eu enviei isso são minha esposa, meu filho que me encorajou a enviar isso e meu parceiro que também foi testemunha desse incidente. Eu quero que você saiba que tenho uma mente e saúde sólidas e não quero nenhuma publicidade além de apenas denunciar esse incidente. Eu também quero que você saiba que eu não sou propenso a fantasiar coisas ou ser enganando por qualquer coisa que eu tenha visto, especialmente enquanto estou de plantão.

Na noite de 29 de junho de 2017 às 11h15 da noite, meu parceiro e eu estávamos em uma patrulha de rotina e nos aproximamos do cruzamento da West 81st com a South Throop no bairro Auburn Gresham de Chicago. Fomos chamados por um grupo de pessoas que estava apontando para o topo de um prédio de apartamentos que ficava na esquina. Nós saímos da viatura e eles imediatamente começaram a nos dizer para que olhássemos para o prédio. Muitas pessoas estavam assustadas e também muito entusiasmadas ao ver aquilo.

Meu parceiro e eu olhamos e vimos uma grande criatura que tinha aproximadamente uns 2 metros de altura e era muito fina, se fosse uma pessoa provavelmente estaria desnutrida. Esta coisa estava em pé sobre o prédio e possuía o que parecia ser um par de asas muito grandes que se estendiam pelo menos uns 3 metros de ponta a ponta. Sem características discerníveis, apenas parecia uma sombra negra com asas.

Meu parceiro e eu pensamos que alguém estava tentando pular do prédio e talvez estivesse usando um traje de algum tipo. Quando nós dois miramos nossas lanternas para tentar ver melhor com o que estávamos lidando, essa coisa saltou pelo ar e saiu voando. A criatura voou para longe, rumando em direção ao sul, emitindo algo que soou como um grito e, dentro de cerca de 5 segundos, essa criatura já havia desaparecido na noite. As pessoas que, inicialmente nos chamaram, disseram que muitas pessoas no bairro haviam visto aquela coisa nas duas noites anteriores, e desta vez simplesmente aconteceu ser a única vez que foi vista parada.

Cruzamento onde a criatura foi avistada.

Nós ficamos atordoados quando a coisa saiu voando e desapareceu na noite. Ficamos mais por lá e conversamos com o grupo de pessoas, coletando informações sobre as observações das noites anteriores. Em princípio, nós hesitamos em arquivar um relatório porque pensávamos que seríamos motivo de xacota por termos visto "homenzinhos verdes." Então nós finalmente arquivamos um relatório porque não queríamos violar o protocolo. Nunca foi dito nada sobre o relatório arquivado e, desde já, tem sido um negócio como de costume.

Queríamos arquivar este relatório, porque depois de ter contado ao meu filho a história, ele ficou online e me mostrou que esse não era o único avistamento de algo semelhante visto na cidade. Eu mostrei ao meu parceiro no dia seguinte ao ocorrido e ele disse que não queria se envolver mais e, no que lhe dizia respeito, não era nada mais do que uma grande coruja ou alguma grande ave que foi confundida. Meu filho foi quem me encorajou a relatar isso e fazê-lo anonimamente para proteger minha identidade.

Existem também diversos outros relatos recebidos pelo MUFON (mutual ufo network) dando conta de avistamentos da criatura. Segue-se outro relato de avistamento:

A testemunha estava no Lago Michigan com seu marido e outros dois casais comemorando o aniversário de um amigo.

"Estávamos a cerca de três quilômetros lago adentro, por fora de Montrose por volta de 10 p.m.", afirmou a testemunha. "Nós estávamos nos divertindo quando eu olhei para cima e vi o que parecia um morcego gigante, e não como uma raposa voadora (o qual procurei e vi ser o maior morcego). Este morcego era tão alto quanto meu marido, que tem 1,95 metros, ou mesmo maior." A testemunha descreveu a criatura.

"Era preto sólido com olhos que pareciam refletir a luz da lua. Este morcego era mais negro do que o céu noturno circundante e dava pra ver perfeitamente sua silhueta contra o céu iluminado pela lua. Este morcego rodeou o barco três vezes em completo silêncio antes de dirigir-se para Montrose. Ele rapidamente se misturou no céu noturno e desapareceu em segundos."

Cerca de cinco minutos depois de ver a criatura, a mesma testemunha viu um objeto verde brilhante viajando de norte a sul no horizonte.

"Não era um avião, pois era verde brilhante e estava se movendo devagar pelo horizonte. Se eu tivesse que estimar, estava a cerca de 3 quilômetros de nossa posição. Depois que o objeto ficou fora da vista, ficamos sentados ali olhando em um silêncio atordoante. Comecei a sentir essa sensação esmagadora de medo e disse a meu marido que senti que era prudente que saíssemos da água o mais rápido possível. Tentei tirar uma foto da coisa enquanto circulava nosso barco, mas tudo o que consegui foi preto."


Trinta minutos depois, no caso 83243, a testemunha estava "saindo com meus meninos e alguns amigos" em Chicago às 10h30.
"Enquanto conversávamos sobre o trabalho e nossas famílias, ouvimos o que soou como um pássaro batendo as asas", afirmou a testemunha. "Um dos meus garotos gritou que ele viu uma Lechuza enorme passando pela estrada".

A Lechuza é uma lenda urbana mexicana sobre uma velha que pode se transformar em um pássaro preto gigante.

"Nós caminhamos por aí e vimos o que parecia uma grande coruja. Enquanto caminhávamos em sua direção, essa coruja levantou-se em dois pés e olhou diretamente para nós. Nós vimos o que parecia uma grande coruja, exceto que tinha cerca de 2 metros de altura e era realmente grande. Tinha grandes olhos vermelhos incandescentes que estavam apavorando a todos completamente. Todos nós gritamos e essa coisa saiu voando e partiu para a North Avenue. Isso nos assustou e assustou todos os nossos filhos."


Existe inclusive um mapa interativo com marcações de avistamentos da sinistra criatura, criado pelo site Panthons&monsters. (Descrições dos avistamentos em inglês)



A Conspiração Warday

ataque nuclear, mothman, chicago phantom, homem mariposa, pesadelos
Capa de Warday, Apocalypsebooks
Warday é um romance de 1984 escrito por Whitley Strieber e James Kunetka. Esse livro conta a história de um ataque nuclear limitado nos Estados Unidos, mas que ainda mata mais de sessenta milhões de pessoas — das explosões atômicas iniciais, fome e desnutrição, radiação e uma onda fora do controle de gripe. Strieber e Kunetka contam habilmente uma história que poderia, um dia, muito bem tornar-se real. Em Warday, os Estados Unidos são apenas uma sombra de seu antigo eu, com caos, morte e destruição desenfreados. Warday deixa muito claro que se o confronto entre os Estados Unidos e a antiga URSS escalasse além de um limite, o resultado teria sido impensável: obliteração completa e total no hemisfério norte.

Conferindo as páginas 213-217 pode-se encontrar algo interessante. Um capítulo de 5 páginas sobre uma criatura que não é nada diferente de Mothman. Trata-se de uma criatura similar ao Mothman que está associada a um ataque devastador nos Estados Unidos em forma de ficção (Warday, é claro) com um paralelo bizarro com o que as pessoas estão falando agora: sonhos de um evento nuclear e avistamentos do Mothman.

Algumas citações de Warday lhe darão uma ideia da natureza desse aspecto da história. O título do capítulo é "Rumores: Mutantes e Super-Bestas." Nos contam, sob um título de "Rumor", que "... Existe uma besta enorme com asas de morcego e olhos vermelhos incandescentes que atacaou adultos e levou seus filhos. A criatura tem 2 metros e emite um assovio suave. Muitas vezes, é vista em telhados em áreas povoadas, mas apenas de noite."

Um outro excerto diz respeito ao relato de uma suposta testemunha ocular da besta voadora na Califórnia: "Acabei de sair do carrinho da Glendale quando ouvi esse tipo suave de barulho vindo do telhado de uma casa. O som foi repetido e eu me virei para olhar para a casa. De pé no telhado estava o que parecia um homem envolto em um manto. Então, ele abriu suas asas e vush! estava bem acima de mim."

É importante notar — à luz das referências semelhantes ao Mothman — que Warday não é uma peça de ficção científica selvagem. A história só está incluída no livro para demonstrar como, no rescaldo da guerra, rumores estranhos e bizarros se estendem e se espalham entre os sobreviventes. No entanto, é intrigante notar como Warday estabelece uma ligação entre uma guerra nuclear e "uma besta gigantesca com asas de morcego e olhos vermelhos incandescentes". É claro, o que agora está sendo relatado. Seria mais um caso da realidade imitando a ficção?

Curiosamente, em 1995, o próprio Strieber teve um sonho explícito sobre uma explosão nuclear que destrói Washington, DC em 2036 — algo que vislumbra o fim do governo como o conhecemos hoje e a ascensão, na sequência do desastre, de uma ditadura. Em seu livro de 1997, The Secret School, Strieber conta sobre esse sonho (ou uma visão breve do que está por vir através de um possível futuro) que: "... Washington, D.C. está em ruínas. No entanto, este não é o centro da memória. O ponto crucial é que a cidade foi repentina e completamente destruída por uma bomba atômica, e ninguém sabe quem a detonou."

Por que esses avistamentos podem indicar um desastre iminente?

ataque nuclear, mothman, chicago phantom, homem mariposa, pesadelos, chernobyl
Bombeiros realizando a limpeza de Chernobyl, fotografia por Igor Kostin
Voltando ao início de Abril de 1986, várias pessoas de dentro da Usina Nuclear de Chernobyl e também da área ao redor começaram a presenciar uma série de eventos envolvendo o avistamento de uma misteriosa criatura descrita como um grande e terrível homem mutante com asas negras e olhos vermelhos. As pessoas que presenciaram esse fenômeno sofreram com pesadelos, ameaças por telefone, e logo passaram a ser reconhecidas como os primeiros a avistarem a criatura que mais tarde receberia o nome de Pássaro Negro de Chernobyl.
O número de relatos envolvendo a aparição dessa criatura continuaram a aumentar até a manhã do dia 26 de abril de 1986, quando às 1:23 da manhã, o reator 4 da Usina Nuclear de Chernobyl sofreu uma catastrófica explosão de vapor que resultou em um incêndio, causando uma série de explosões seguidas por um derretimento nuclear. A usina expeliu uma nuvem radioativa que se espalhou por partes da União Soviética, Europa, Escandinávia e Reino Unido. Grandes áreas da Ucrânia, Bielorrússia e Rússia foram gravemente contaminadas, resultando na evacuação de mais de 336 mil pessoas. O Desastre de Chernobyl, como o incidente foi nomeado, é considerado o pior acidente da história em uma usina nuclear.

Os trabalhadores que sobreviveram às explosões iniciais, e que mais tarde morreriam pela contaminação por radiação, disseram ter visto o que descreveram como um grande e monstruoso pássaro negro planando pelas nuvens formadas pela fumaça radioativa que saia do reator. Nenhum outro avistamento do Pássaro Negro de Chernobyl foi reportado depois do desastre, levando os pesquisadores apenas a especularem sobre o quê realmente foi avistado pelos trabalhadores da usina durante os dias que antecederam o desastre.

ataque nuclear, mothman, chicago phantom, homem mariposa, pesadelos
Ponte Silver Bridge, 15 de Dezembro de 1967, cortesia do West Virgina Humanities Council
Depois, vieram os eventos de Point Pleasant, nos Estados Unidos. Oficialmente, o primeiro relato de avistamento do "Homem-Mariposa" ocorreu em 12 de novembro de 1966, na cidade de Clendenin, quando cinco homens que estavam cavando uma cova no cemitério, olharam uma figura humanoide com asas, voando baixo sobre as arvores. Três dias depois, quatro jovens da cidade de Point Pleasant, foram à polícia informar que viram uma criatura branca alada, com olhos vermelhos. Eles a descreveram como “um grande homem de asas“. Nos meses seguintes, outros moradores da cidade relataram avistamentos da mesma criatura alada.
No dia 15 de dezembro de 1967, a ponte Silver Bridge sobre o rio Ohio, em Point Pleasant, desmoronou matando 46 pessoas durante a hora do rush, devido a um problema em sua estrutura. A partir deste desastre, começou-se a fazer a ligação com a aparição do homem mariposa com tragédias.
Se você quiser ler a história na íntegra, clique aqui para ler a matéria sobre o Mothman.

Existem outros relatos de avistamentos da criatura, sempre relacionados à desastres, entre eles:

Na China em 1926, quando uma enorme represa foi destruída (apesar de eu não conseguir rastrear fontes confiáveis sobre o evento);
Antes de um terremoto devastador na Cidade do México em 19 de Setembro de 1985;
Circundando as torres gêmeas, pouco antes dos atentados do World Trade Center em 11 de Setembro de 2001;
Antes do colapso da ponte i-35 de Minnesota, em 27 de Junho de 2007.

Isso nos leva ao próximo passo lógico: O que raios é o Mothman, qual sua motivação, de onde ele veio, para onde ele vai? ele assiste Netflix?


As Teorias

ataque nuclear, mothman, chicago phantom, homem mariposa, pesadelos
Mothman por Tohdraws
Muito se especula acerca do Mothman, Pássaro Negro ou Fantasma de Chicago (o nome varia pelo local e data do avistamento, mas dá no mesmo) e o motivo de ele ser avistado como prelúdio de um desastre.
Os eventos em que ele foi avistado possuíram um número de vítimas fatais que vão desde dezenas até milhares, não mantendo um padrão quanto à magnitude do evento.
Além disso, algumas testemunhas alegaram tê-lo visto em ocasiões onde não ocorreu desastre algum, apesar de não podermos confirmar a veracidade dos fatos, de qualquer forma, mais uma quebra no padrão. Então, chegamos às seguintes teorias à respeito do que seria ele:

1. Criptídeo
A primeira e a mais difundida teoria é a de que ele é uma criatura ainda não catalogada, como tantos outros como a lula gigante foram um dia. Nada de muito alarde quanto à isso, só um sinistro e enorme bichão voador que alimenta-se sabe lá de quê —quem sabe de gente?— nada de mais.

2. Uma alienígena
Um humanoide voador não identificado? Obviamente é um alienígena! Quem acredita nessa linha de pensamento usa como base as atividades ufológica que ocorreram nos arredores dos avistamentos, as ameaças que as testemunhas receberam por telefones e a proximidade dos eventos de Point Pleasant com o aparecimento de Indrid Cold, um suposto Homem de Preto com uma risadinha pra lá de sinistra.

3. Viajante interdimensional
Tudo bem que ele tem asas e pode ir e vir livremente, mas certos aparecimentos/desaparecimentos da criatura são intrigantes. De onde veio, para onde vai onde não tem nenhum desastre pra assistir? Poderia essa criatura vir de outras dimensões além das três conhecidas de espaço + uma de tempo?

4. Um anjo que veio pra nos alertar sobre os desastres
Essa é a visão mais romântica que alguns cogitam sobre a relação dos avistamentos de Mothman e os desastres que se seguiram. Ele é um anjo que veio pra nos alertar do perigo.
OK, você é um anjo, veio pra ajudar, o que você faz quando vê uma possível vítima em perigo? Encara com seus olhões flamejantes, e sai voando e piando que nem uma coruja surtada, os coitados ficam um bom tempo tendo pesadelos... é, pouco provável, então isso leva à próxima teoria.

5. Um demônio
Ele é escuro, tem o olho vermelho, feio que dói na alma, só pode ser um demônio e veio aqui ver o circo pegar fogo, ou provocar as tragédias, é o que teoriza alguns...

6. Um ente sinistro que se alimenta de negatividade
ataque nuclear, mothman, chicago phantom, homem mariposa, pesadelos
Reprodução/Horror News
Essa é uma teoria bem alucinada, mas caramba, eu adoro isso, então vamos lá. O Mariposudo aparece
como que um urubu espreitando a carniça, só aguardando a hora certa de se alimentar. A teoria segue afirmando que ele possui uma espécie de sentido sobrenatural, próprio de tal criatura que se alimentaria de almas ou da energia negativa gerada por tragédias. Nesse ponto para ele tanto faz o evento em si, a tragédia é algo aleatório, sem um significado especial, só ocorre de ser no momento em que ele precisaria "se alimentar". Ele seria como o monstro de Olhos Famintos, fica hibernando e de tempos em tempos aparece para realizar a sua colheita. Se for assim, essa nova onda de avistamentos poderia realmente significar uma nova tragédia? E pior ainda, poderia ser ele o causador dessas tragédias e também os tenebrosos pesadelos como afirmam algumas testemunhas dos eventos de Point Pleasant?


Seja como for, só o tempo nos responderá se existe algo mais por trás dessa onda de avistamentos do Mothman e os tenebrosos pesadelos nucleares ou se é apenas mera coincidência.


Fonte(s)  Mysterious universe (1), (2), (3), (4), magnusmundi, themothmanwiki
Imagem de capa  créditos: thehunterminator
[+] Reportar erro, acrescentar informações ou solicitar remoção.

Curta nossa fanpage no facebook



- Deixe seu comentário -

 
Est. 2013

Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas de seus respectivos proprietários.