Assombrações

10 Castelos mais assombrados do mundo

|
Não é de hoje que castelos são símbolos de poder e nobreza, como também, quando se pensa em locais assombrados, eles são umas das primeiras coisas que vêm à cabeça.

De um castelo no meio da floresta na República Tcheca, relatado como abrigando as portas do inferno até um gigantesco castelo no centro de Edimburgo, os castelos mais assombrados do mundo vangloriam histórias ricas com detalhes assustadores. Alguns desses castelos possuem segredos mais escuros do que uma noite de lua nova; e quando a escuridão vem, os espíritos se erguem. Se você quer visitar um castelo assombrado, esses são os lugares para se ir.
Abrangendo nove países, cada um desses castelos possuem um passado sombrio que ecoa pelos seus salões e corredores até os dias de hoje.



10.

Chateau de Brissac

França, Construído no século XI
castelos assombrados, fantasmas, assombrações
O elegante chateau (castelo) francês, possui mais de sete andares de altura e cerca de 200 quartos, e é considerado o mais alto de todos os castelos do Vale do Loire. Depois de uma rica história, começando com os condes de Anjou, no século 11, o domínio foi comprado por um casal de nobres nobre chamados Jacques e Charlotte. Charlotte gostava de atormentar o marido fazendo sexo barulhento com homens aleatórios. Ela mantinha o seu marido acordado a noite toda com os barulhos e, eventualmente, ele acabou pondo um fim nisso.

O caso terminou quando tanto o amante quanto Charlotte, desapareceram. Jacques era o provável culpado por trás disso, mas depois de suas mortes, os gemidos dos amantes não cessaram - ficaram mais altos. Os gemidos persistiram e Jacques foi forçado a vender o castelo, atormentado pelos fantasmas de seu passado. Hoje, diz-se que no início da manhã, os gemidos dos amantes ainda podem ser ouvidos no local.



09.

Castelo Belcourt

Estados Unidos, construído em 1894
castelos assombrados, fantasmas, assombrações
Ajustando com a cotação atual do dólar (USD), o castelo Belcourt custou acima de US$ 100 milhões, no século 19. Oliver Belmont, homônimo do Belmont Stakes, herdeiro do império da família, construiu este gigante. Em sua conclusão, Oliver escolheu ao invés viajar pelo mundo, coletar artefatos para o castelo, que soa como uma coisa muito legal para se fazer depois de construir uma casa gigantesca. Os anos não foram bons para o castelo e o abandono o flagelou por grande parte do século 20. Em 1956, a mansão foi vendida para a família Tinney por US$ 25.000 (US$ 200.000 em dólares de hoje).

Os Tinneys compraram uma mansão caindo aos pedaços com enormes necessidades de infraestrutura — e alguns fantasmas. A coisa mais estranha sobre Belcourt é que as assombrações supostamente se originam de uma vasta variedade de artefatos, ao invés da própria casa. Há um conjunto de armaduras assombradas do século 15, que soltam um grito de gelar o sangue, todo mês de março, que dizem ser a época em que o seu proprietário medieval levou uma lança bem no meio do olho. No salão de festas gótico, existem cadeiras assombradas que muitos afirmam serem movimentadas para trás, como se fossem sentadas por forças desconhecidas.



08.

Castelo Eltz

Alemanha, construído em 1157
castelos assombrados, fantasmas, assombrações
Um castelo pitoresco com um dos interiores mais ricos de toda a Alemanha, Eltz desponta acima da circundante floresta Mosel como se vangloriando de sua longevidade para os subúrbios. A prova de sua força como uma fortaleza, é que Eltz é um dos poucos castelos da região que nunca foram destruídos. É também um dos poucos castelos alemães que se diz ser assombrado. Alegadamente, os fantasmas de cavaleiros medievais ainda patrulham o castelo, que, 33 gerações depois, ainda é propriedade da mesma família original. Imagine viver na mesma residência que a sua tatatatatataravó?



07.

Castello di Bardi

Itália, construído em meados de 900
castelos assombrados, fantasmas, assombrações
Construído sobre um aguilhão de jaspe vermelho, Bardi domina o vale de Emilia-Romagna. O ímpeto etimológico de Bardi começou com Hannibal e sua cavalaria de elefantes de guerra. O último elefante, chamado Bardus, supostamente morreu aqui durante a marcha para Roma. Infelizmente, o castelo não é assombrado por um ameaçador fantasma de elefante.

A velha história triste explica os reais fantasmas desta incrível fortaleza. Em vez de Romeu e Julieta, temos um conto de Moroello e Soleste. Soleste era filha do senhor do castelo, e ela estava apaixonada por Moroello, o capitão dos cavaleiros. Durante uma longa batalha, Soleste esperou que Moroello retornasse, empoleirada no topo da fortaleza de sua família, com os olhos fixos no horizonte distante. Eventualmente, ela viu os cavaleiros a galope voltando da batalha. Quando os soldados alcançaram sua visão, ela percebeu que eles estavam andando com cores inimigas. Ela foi tomada pela dor da possibilidade da morte de Moroello e se jogou do parapeito do castelo. Em uma triste ironia do destino, os soldados eram de fato Moroello e seus soldados, e eles estavam apenas usando as cores inimigas para se vangloriarem. Moroello encontrou seu amor morto no chão e imediatamente percebeu o que tinha acontecido e se matou. O fantasma de Moroello assombra o castelo até hoje, vagando pela propriedade à procura de seu amor perdido.



06.

Castelo de Chillingham

Inglaterra, construído no século XII
castelos assombrados, fantasmas, assombrações
O Castelo de Chillingham, apropriadamente assim chamado(chilling em inglês é a expressão que se usa pro "friozinho na espinha"), está localizado no canto norte da Inglaterra e tem assombrado seus convidados por um tempo muito longo. O castelo serviu como uma fortaleza para repelir ataques dos escoceses no norte do país e por isso tem visto uma grande quantidade de derramamento de sangue. Chillingham tem sido destaque em pelo menos seis programas relacionados com fantasmas, e na internet você pode encontrar milhares de imagens estranhas de seus fantasmas e vídeos de orbes.

Então, o que assombra este castelo medieval que parece ter sido arrancado de Westeros? Mais notavelmente, um fantasma infantil, chamado o menino azul. O menino azul é visto regularmente na sala rosa, como um flash de luz azul e também acima das camas dos hóspedes como um halo azul procedido por um grito. Talvez a mais assustadora seja uma das aparições fantasmagóricas do castelo que vagueia pelos corredores úmidos, tarde da noite - John Sage. John Sage tem uma história de fundo terrivelmente ridícula e foi enforcado por Longshanks durante a guerra com os escoceses. Ele pode ser ouvido arrastando corpos aqui e ali.



05.

Castelo Moosham

Áustria, construído em 1208
castelos assombrados, fantasmas, assombrações
Construído pelos príncipes-bispos de Salzburgo, o castelo Moosham tem um passado estranho e sinistro. Centenas de bruxas foram decapitadas dentro das paredes de Moosham, e muitas ainda assombram o castelo austríaco. Devido a essas assombrações, o castelo é conhecido coloquialmente como o castelo das bruxas.

Além de ser o lar de uma convenção de bruxas-fantasmas assustadoras, Moosham também é supostamente um covil de lobisomens. Durante 1800, Moosham viu uma repentina onda de gado mutilado e cadáveres de veados. Como consequência disso, vários moradores de Moosham foram julgados e presos como lobisomens.



04.

Castelo de Warwick

Inglaterra, construído em 1068
castelos assombrados, fantasmas, assombrações
Construído no século 11, por ninguém menos que William, o Conquistador, Warwick viu mais batalhas do que talvez qualquer outro castelo na Europa. Ele encontrou a paz nos últimos anos, mas os espíritos atormentados ainda permanecem por lá. Suas paredes desgastadas e ameias desbotadas, contam a história de uma vida longa e dura para os espíritos que agora vagam por seus salões.

A torre fantasma é dita ser uma das áreas mais assombradas do castelo, como por exemplo, Sir Fulke Greville, que ainda vaga pelo seu interior. Assassinado por seu criado em 1628, ele é dito se materializar a partir de seu retrato, nas madrugadas das noites frias. A masmorra do castelo, que abriga todos os tipos de tormentos do passado, também parece ser bastante assombrada. Muitos visitantes queixam-se de vertigem e náuseas ao tocar os aparelhos de tortura da masmorra.



03.

Castelo Dragsholm

Dinamarca, construído em 1215
castelos assombrados, fantasmas, assombrações
Alguns lugares são simplesmente assombrados por um fantasma ou dois, mas Dragsholm, localizado em uma ilhota na Dinamarca, é supostamente lar de 100 fantasmas. Como que alguém chegou a fazer um inventário sobre os fantasmas e encontrar um número tão redondo, provavelmente teve alguma relação com o desenvolvimento do turismo de Dragsholm; mas de qualquer forma, o lugar é realmente assombrado, tendo antigamente funcionado tanto como uma prisão como uma fortificação de batalha. Alguns consideram que ele seja o castelo mais assombrado do mundo.

Das muitas histórias sobre fantasmas de Dragsholm, talvez o conto de fantasma mais aterrorizante seja o que envolve a Dama Branca. Antes dela vagar pelos corredores do castelo como um fantasma, a Dama Branca era apenas uma garota - uma garota que estava apaixonada por um dos trabalhadores do castelo. Como um membro da nobreza, seu pai, e proprietário do castelo, condenou o relacionamento, mas o caso persistiu. Eventualmente, o pai ficou com tanta raiva do caso em curso que ele aprisionou sua filha nas muralhas do castelo. Ela não foi vista novamente até centenas de anos mais tarde. No século 20, durante alguma remodelação de rotina do castelo, os trabalhadores encontraram um esqueleto em uma das paredes. O esqueleto estava usando um vestido branco.



02.

Castelo Houska

República Tcheca, construído no século XIII
castelos assombrados, fantasmas, assombrações
Localizado nas florestas ao norte de Praga, o castelo Houska nunca foi um local de batalha estratégico. Ele também parece não ter uma fortificação exterior. O motivo é que ele não foi construído para repelir ataques ou para manter coisas do lado de fora. Foi construído para segurar alguma coisa. Ele foi construído para fechar a porta de entrada para o inferno.

O castelo foi construído em cima de um lendário poço sem fundo em que criaturas aladas meio-homem-meio-animais supostamente saíam. A atividade demoníaca persistiu neste local e, eventualmente, os governantes da Bohemia (não, não estamos falando da cerveja) decidiram selar a porta de entrada com um castelo. Antes de vedar o reino do inferno, diz-se que os prisioneiros das proximidades receberiam indultos se concordassem em serem levados por uma corda para dentro do buraco. A história diz que o primeiro prisioneiro a descer soltou um grito depois de entrar no buraco. Quando ele foi ressuscitado, ele parecia ter envelhecido 30 anos! Ele morreu de causas desconhecidas, poucos dias mais tarde.

Espere, isso fica mais estranho. Durante a década de 1930, os nazistas tomaram o castelo para conduzir experimentos ocultos com portais dimensionais. Hitler, um entusiasta do paranormal, era conhecido por mexer com o oculto, e é incerto o que os cientistas aprenderam com o castelo Housksa. Anos mais tarde, durante a reforma, vários esqueletos de oficiais nazistas foram encontrados, e parecia que eles haviam sido mortos por execução.

Os fantasmas recorrentes no castelo Houska são abundantes e incluem um bulldog/sapo/humano gigante, um cavalo negro sem cabeça e uma mulher trajando um vestido de época, que é frequentemente vista no parapeito das janelas do piso superior. Sob a adega é ser dito estar alguns restos não-humanos das bestas, que surgiram a partir do poço.



01.

Castelo de Edimburgo

Escócia, construído no século XII
castelos assombrados, fantasmas, assombrações
Você acredita em fantasmas? Edimburgo é um daqueles lugares onde os céticos cruzam o limiar e começam a dizer que sim. Há alguns anos, a revista Time criou uma lista com os dez lugares mais assombrados do mundo e incluiu o Castelo de Edimburgo nessa lista. Para começar, um baterista sem cabeça foi visto e ouvido nos corredores do castelo, os primeiros relatos datam em torno de 1650. Lady Glamis, acusada de bruxaria em 1537 e queimada na fogueira, enquanto seu jovem filho assistia, também é conhecida por perambular pelos corredores escuros. Até mesmo um cão fantasma foi visto perambulando através do cemitério enevoado.

Houveram tantas assombrações por tanto tempo, que o Castelo de Edimburgo atraiu uma das investigações paranormais mais completas de todos os tempos. Em 2001, um médico Inglês convocou cerca de 240 voluntários para passarem 10 dias dentro e em torno do castelo. Os voluntários foram todos selecionados para garantir que nenhum deles sabia nada sobre o castelo. Os resultados? O lugar é um ponto de intensa atividade paranormal. Muitas das experiências dos voluntários foram consistentes e com observações anteriores já registradas no castelo. Haviam sensações de queimadura, toques fantasmas, figuras sombrias e um espectro em um avental de couro visto no mesmo local, ele foi visto por indivíduos sem vínculo algum entre eles, antes do estudo. Seus antigos calabouços e corredores de paralelepípedos são o lar de algumas sérias bizarrices.


Menção honrosa: 

00.

Castelo de Bran

Romênia, construído em 1212
castelos assombrados, fantasmas, assombrações, castelo do drácula
No coração da antiga Transilvânia, nas profundezas da selva dos Cárpatos, existe um castelo nomeado para um governante do século 15 - Vlad III Dracul. Após o pai de Vlad ter sido assassinado e seu irmão ser enterrado vivo, ele partiu em uma jornada para se tornar mais cruel do que qualquer um na ficção poderia ser. Ele faz tiranos da ficção como Joffrey Baratheon parecerem a Madre Teresa.

Tudo começou em uma festa de Páscoa, quando Vlad perguntou à seus nobres, a quantos príncipes eles haviam sobrevivido, insinuando que eles conspiraram contra governantes passados. A história diz que ele prendeu todos eles. Ele empalou os mais velhos e suas famílias, e fez os nobres mais jovens de escravos por uma onda de melhorias ambiciosas para o castelo. Ao todo, Vlad empalou dezenas de milhares de pessoas, ganhando o apelido de Vlad, o Empalador, e os contos ficam tão ridículos que é difícil de peneirar os mitos da verdade. Na verdade, Vlad nunca viveu realmente no Castelo de Bran, embora o castelo passou a ser associado com o "Filho do Dragão".



Imagem de capa  (ghosts)